Grupos de Trabalho

Encontros de Grupos de Trabalho

Quarta-feira, dia 24 de agosto, 17h30.

GT 1. Desafios da pesquisa empírica.

1. Graça Penha Nascimento Rossetto, Rafael Cardoso Sampaio, Samuel Anderson Rocha Barros, Marília Duarte de Ávila. Telejornalismo, Agenda-Setting e Twitter: possibilidade metodológica para o teste de efeitos comportamentais.

2. Edinaldo Araujo Mota Junior. Modo de endereçamento do Teleberri, da ETB2: estilo e posição de sujeito para análise da identidade basca.

3. Cárlida Emerim & Antonio Brasil. Por um modelo de análise de conteúdo dos telejornais universitários.

4. Valquíria Aparecida Passos Kneipp. O processo de Gatekeeping no telejornalismo – um estudo do uso do twitter no Jornal Nacional.

5. Antonio Brasil. Dificuldades, limites e novas propostas para o acesso livre aos arquivos de telejornalismo brasileiros.

GT 2. Metodologias de análise de telejornalismo.

1. Jaqueline Esther Schiavoni. Relações audiovisuais: em busca de uma metodologia de análise.

2. Gabrielli Siqueira Dala Vechia. A comunicação como circuito: quando entender o telejornalismo transcende os pólos da produção e recepção.

3. Valéria Maria S. Vilas Bôas Araújo. A continuidade do tempo relatado: a serialidade enquanto articuladora entre o jornalismo e a vida cotidiana.

4. Antônio Augusto Braighi. Análise de Telejornais em Minas Gerais: Observações sobre a estrutura dos programas a partir da Análise de Conteúdo e possibilidades para a Análise do Discurso, em um modelo combinado.

5. Phellipy Jácome. Tensões entre ficção e não-ficção no mundo possível do Jornal Nacional.

GT 3. Novas tecnologias e produção de sentido no telejornalismo.

1. Dannilo Duarte Oliveira. Processos de convergência e modos de endereçamento na TV UOL.

2. Júnia Cristina Ortiz Matos & Edson Fernando Dalmonte. Os bastidores da realidade e a realidade dos bastidores: efeitos de real no site JN Especial.

3. Juliano José de Araújo. Regimes de sentido no telejornal: da semiótica dos discursos enunciados à semiótica das experiências sensíveis.

4. Juliana Freire Gutmann. Testemunhos audiovisuais amadores no telejornal: inversão poética do princípio de certificação do real?

5. Alfredo Eurico Vizeu Pereira Júnior, Águeda Miranda Cabral, Heitor Costa Lima da Rocha, Giovana Mesquita e Renata Echeverria. Edição digital e produção de sentidos nas narrativas noticiosas da TV.

Quinta-feira, dia 25 de agosto, 17h30.

GT 4. Telejornalismo e identidade.

1. Roberto Reis de Oliveira. Mídia e região: o regional performativo na programação jornalística da TV TEM.

2. Priscilla Andreata. A pátria em chuteiras no Jornal Nacional durante a Copa de 2006: decifrando o discurso sobre o futebol como símbolo da identidade nacional.

3. Italo Oliveira. TeleSUR Noticias e o modo der ver os latino-americanos.

4. Marcelo do Nascimento Melchior. Gênero, cultura e hibridização no programa A`uwe da Tv Cultura.

5. Evelyn Iris Morales Leite Conde & Lilian Reichert Coelho. Telejornalismo, Discurso e Gênero: desafios na análise da representação das mulheres rondonienses.

GT 5. Telejornalismo e entretenimento.

1. Carla Simone Doyle Torre.Entre o telejornal e a revista eletrônica: considerações sobre o infotenimento em Jornal do Almoço.

2. Luciana Rodas Vera e Verena Paranhos Moreno Batista. Estratégias do melodrama em reportagens exibidas em revistas eletrônicas dominicais.

3. Jussara Peixoto Maia. Telejornalismo no mundo cor de rosa do Manhã Maior.

4. Marília Moreira e Renato Oselame. Profissão Repórter: um estudo de mudança de formato e trânsito entre gêneros a partir do modo de endereçamento.

Sexta-feira, dia 26 de agosto, 17h30.

GT 6. Jornalismo, discurso e produção telejornalística.

1. Aline Silva Corrêa MAIA. O Telejornalismo no Brasil na Atualidade: Em Busca do Telespectador.

2. João Luis de Pinho Carvalho. Efeito de tudo ver: Imagens, transparências e autenticidade no telejornalismo.

3. Allana Meirelles Vieira.A edição do telejornalismo público – uma análise do Repórter Brasil.

4. Raíza Rocha Teixeira. Jornalismo custe o que custar: Uma análise sobre o cenário de disputa entre os discursos legitimadores da ideologia jornalística contemporânea.

5. Washington José de Souza Filho. Memórias do telejornalismo na Bahia – um olhar para o passado, em busca da compreensão do futuro.

GT 7. Telejornalismo e sociedade.

1. Michele Negrini. A produção de sentidos sobre morte no telejornalismo.

2. Fernanda Nalon Sanglard. Angústia da atenção e guerra contra o crime: A cobertura do Jornal Nacional sobre ações de traficantes e a tentativa de pacificação nos morros do Rio de Janeiro.

3. Rodrigo Barbosa e Silva. A construção da violência no telejornalismo popular brasileiro.

4. Thiago Guimarães. A luta pela visibilidade na campanha Ficha Limpa: osenquadramentos nos telejornais da Rede Globo.

5. Vanessa Veiga de Oliveira. Jornal Nacional e a tematização de violações aos Direitos Humanos.